UMA DAS COISAS BOAS DE BAURU

P-I Brånemark Institute de Bauru é
referência no tratamento da boca e face
Mais de 4.300 pacientes já foram reabilitados pelo instituto - a grande maioria, gratuitamente

Em três anos e meio de funcionamento, 430 pacientes reabilitados e uma média de 1.200 atendimentos por mês, além de uma fila de espera de 4.000 pessoas. Este é o resultado do trabalho do P-I Brånemark Institute, de Bauru, uma associação sem fins lucrativos, que no próximo mês de setembro completa quatro anos. Um centro que, pela qualidade dos serviços, recebe pacientes de todo o país, pessoas que muitas vezes não têm condições nem mesmo para procurar um dentista. No local são feitos tratamentos gratuitos para a correção de vários tipos de defeitos, envolvendo dentes e toda a face, como olhos, nariz e orelhas.

“Acho difícil encontrar um lugar no país com uma excelência no tratamento como a que é oferecida aqui. É uma oportunidade única para os pacientes, que encontram condições vistas somente nos melhores consultórios particulares”, lembra o cirurgião responsável pelo P-I Brånemark Institute, Hugo Nary. E além dos equipamentos modernos e instalações completas, os pacientes que buscam tratamento encontram a experiência dos profissionais, diferentemente das Faculdades-Escolas, onde geralmente são os próprios alunos que fazem o atendimento.

O dentista José Jorge Silva, por exemplo, deixa o seu consultório na Barra da Tijuca (RJ) duas vezes por ano para praticar o voluntariado no Brånemark Institute. Com 16 anos de experiência na profissão, José Jorge e mais uma equipe de dez pessoas (quatro cirurgiões e seis protéticos) passam uma semana inteira em Bauru para atender os pacientes carentes. “É fantástico em todos os sentidos. E é indescritível a satisfação pessoal por poder ajudar a população menos favorecida. E como faço para deixar meu consultório particular? Basta apenas planejar sua vida”, diz. “E o grande diferencial aqui é a exigência técnica dos profissionais”, completa.

O Brånemark Institute de Bauru está instalado em uma área de 1.800 metros quadrados e oferece uma estrutura hospitalar completa, com parte de esterilização e expurgo, anfiteatro interligado com o centro cirúrgico, biblioteca, setor administrativo, salas de apoio e equipe profissional que envolve dentistas, médicos, auxiliares e enfermeiras. “Hoje temos cerca de 150 voluntários do Brasil e Exterior, além de 7.200 pacientes cadastrados”, destaca a coordenadora da entidade, Ingrida Ginters. “É um orgulho fazer parte deste projeto no qual a estrutura pública não tem condições de fazer”, garante Hugo. “É a realização de um sonho”, completa Ingrida.

Com 20 anos de experiência, o dentista João Ricardo Grossi, de Guarapuava (PR), também deixa seu consultório duas vezes por ano - uma para atendimento e outra para triagem, e vai para Bauru prestar solidariedade. Acompanhado por três profissionais e doze alunos, ele ressalta o prazer de oferecer uma melhor qualidade de vida para as pessoas que não têm condições financeiras e precisam do atendimento. “São casos bem complicados e temos tido resultados positivos acima de 90%. Sempre que volto para Bauru, faço questão de chamar todos os pacientes que tratei para conversar, ver como estão e se precisam de algum complemento”.

P-I Brånemark Institute

Quase 100% dos tratamentos oferecidos pelo Brånemark Institute são gratuitos e o local é mantido por doações de empresas nacionais e internacionais - o maior doador é uma empresa sueca. O instituto, inaugurado no dia 26 de setembro de 2005, foi a realização de um sonho do sueco Per-Ingvar Brånemark, que descobriu a osteointegração há 40 anos e passou a ser o maior pesquisador e autoridade da técnica. Per-Ingvar Brånemark visitou o Brasil pela primeira vez em 1988 e em 1992 voltou com uma equipe clínica internacional para realizar a reconstrução de problemas maxilofaciais no Hospital de Reabilitação de Anomalias Cra­niofaciais da Universidade de São Paulo (Centrinho), em Bauru (SP). A partir disso, o pesquisador e médico passou a visitar o País com objetivos clínicos e de pesquisa.

Nesta época, Bråne­mark decidiu levar o Centro de Os­teointegração de Gotemburgo (Suécia) para regiões mais necessitadas na área de saúde e escolheu o Brasil para abrigar a sua sede global. A decisão de se instalar em Bauru foi feita por confiar e acreditar nos profissionais de odontologia da cidade e também por conhecer as dificuldades dos brasileiros em ter acesso a tratamentos implantodônticos.

Atendimento à Imprensa Sigmapress - Assessoria de Imprensa Fone: (19) 3232 5225 / 3231 3681 Jornalistas: Mércia Ribeiro - (19) 9100 6183 Ivan Umberto Fontana - (19) 9100 5150

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pedro do Baião e do Cordel é bauruense e está na chamada do Criança Esperança!

O LIVRO DO PAI DÉCIO FOI LANÇADO PELO FILHO BRUNO NA CASA PONCE ENTRE MOMENTOS DE MUITA EMOÇÃO