COPA DAVIS/Bellucci e Marcelo Melo vencem e Brasil fecha confronto contra Uruguai em 5 a 0

Delegação Brasileira da Copa Davis na arena do Bauru Tênis Clube
Pagani e Salete , Diretor Regional dos Correios e Assessora de Imprensa


A Arena do Bauru Tênis Clube, palco da grande Copa Davis

Com classificação já garantida, brasileiros venceram últimos jogos do duelo válido pela Copa Davis
Já garantido no playoff do Grupo Mundial, o Brasil entrou na quadra montada no Bauru Tênis Clube apenas para cumprir tabela. E, em ritmo de treino, mas com apoio da torcida local, venceu os dois últimos jogos do confronto contra o Uruguai, válido pela segunda rodada do Zonal I Americano da principal competição por equipes do tênis mundial.
Como a vitória brasileira já estava garantida, os dois últimos jogos foram disputados no sistema melhor de três sets – e não melhor de cinco como nas três primeiras partidas. No primeiro jogo deste domingo, Thomaz Bellucci venceu Marcel Felder com facilidade, fechando o jogo em dois sets a zero, parciais de 6/4 e 6/1.
“Foi bom entrar na quadra hoje, me ajuda a ganhar ritmo e chegar mais bem preparado em Madri. Valeu como treino. Não fiz uma partida genial, mas foi um bom jogo”, disse Thomaz.
No segundo jogo do dia, o titular de simples Marcos Daniel, com dores nas costas, acabou poupado. Em seu lugar entrou o duplista Marcelo Melo, que não participava de um jogo de simples desde o começo do ano. Com dificuldades no saque no primeiro set, saiu atrás, mas, empurrado pela torcida, conseguiu a virada, venceu, e garantiu o 5 a 0 para o time brasileiro com parciais de 6/7 (7 a 5), 6/2 e 7/5.
“Quando o João Zwetsch (capitão do Brasil) me perguntou se eu queria jogar, disse que era claro que sim. Acho importante para o meu jogo e, mais ainda, para o time brasileiro. Por isso, mesmo não valendo nada, dei o meu máximo. Tive problemas com o segundo saque, que eu estou mudando ainda e preciso melhorar, mas isso só vai acontecer jogando e treinando muito”, afirmou Marcelo, que aproveitou para agradecer o apoio da torcida, que compareceu em peso no Bauru Tênis clube mesmo com o confronto já decidido.
“Fiquei chocado quando vi o número de torcedores na arena e, principalmente, a animação de todo mundo, que me apoiou até o final. Em pleno Dias das Mães, muita gente veio torcer. E isso é importante, não só para nós jogadores, mas para o tênis. É o Brasil jogando, e o apoio da torcida ajuda muito. É muito melhor para nós fechar o confronto em 5 a 0, nos dá moral e retribuímos todo o apoio que recebemos desde que chegamos aqui em Bauru”, concluiu.
Agora, a equipe aguarda o sorteio que definirá o adversário brasileiro e o local da disputa do playoff do Grupo Mundial, que será realizado em setembro. Caso vença este confronto, voltará à elite da Copa Davis após sete anos de ausência.
A Confederação Brasileira de Tênis tem o patrocínio oficial dos Correios. O apoio é da Brascourt – Pisos Esportivos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pedro do Baião e do Cordel é bauruense e está na chamada do Criança Esperança!

O LIVRO DO PAI DÉCIO FOI LANÇADO PELO FILHO BRUNO NA CASA PONCE ENTRE MOMENTOS DE MUITA EMOÇÃO