BAURU está na mídia mundial, chegou a COPA DAVIS

Equipe Brasileira
Foi definida na manhã de ontem, quinta-feira, a ordem dos jogos do confronto entre Brasil e Uruguai pela segunda rodada do Zonal I Americano da Copa Davis, que acontece entre sexta e domingo, no Bauru Tênis Clube, na cidade do interior paulista, Bauru.
No primeiro dia de jogos, duas partidas de simples serão realizadas. Primeiro nome a sair no sorteio, Marcos Daniel será responsável pela estreia do Brasil no confronto. Por ser o número dois do time brasileiro, ele enfrentará o uruguaio Marcel Felder, o melhor do time adversário. “Abrir o confronto é sempre um pouco mais difícil, tem toda a ansiedade, nossa e da torcida. Tem que usar o começo do jogo para se adaptar ao clima da arena. Mas nosso time está bem preparado, eu estou me sentindo muito bem e acho que posso fazer um bom jogo”, disse Marcos Daniel.
Logo após o jogo de abertura, Thomaz Bellucci, o melhor brasileiro, entra em quadra para jogar contra Martin Cuevas, o segundo do Uruguai. “Faz uns três ou quatro anos que joguei com ele. Éramos muito jovens, então nem sei direito como está seu jogo. Vou usar os primeiros minutos da partida para entender seu jogo, descobrir seus pontos fortes e fracos. Mas treinamos muito bem nesta semana e estou preparado para jogar”, disse o tenista, atualmente na 26ª colocação do ranking mundial.
No sábado, segundo dia de jogos em Bauru, haverá apenas um confronto. A dupla Marcelo Melo e Bruno Soares estréia a parceria na Copa Davis contra Marcel Felder e Ariel Behar. “Estamos jogando bem, mas pecamos nos nossos últimos jogos juntos, não soubemos fechar os jogos. Mas mesmo nas recentes derrotas, fizemos boas partidas. Com certeza estamos prontos e queremos deslanchar essa dupla”, disse Marcelo Melo, sobre seu recente desempenho ao lado de Bruno Soares.
No domingo, último dia do confronto, mais dois jogos de simples: às 10h, Thomaz Bellucci encara Marcel Felder. Na sequência, Marcos Daniel enfrenta Martin Cuevas – que é irmão mais novo de Palbo Cuevas, o melhor tenista uruguaio, que não participará do duelo.
Enrique Perez, capitão uruguaio, reconheceu o favoritismo brasileiro. “Sou sincero com o time. Sabemos que é muito difícil vencer este confronto. Nosso objetivo é mesmo de ganhar experiência, nossa equipe é muito jovem. E aproveito para agradecer ao João Zwetsch (capitão do Brasil), um grande amigo, que nos tratou muito bem. Gostaria de desejá-lo sorte, mas só a partir do próximo final de semana”, brincou.
A Confederação Brasileira de Tênis tem o patrocínio oficial dos Correios. O apoio é da Brascourt – Pisos Esportivos.
Equipe do Uruguai

Comentários

  1. Eu estive lá, à convite do Léo de Britto, grande amigo....sobre a Davis, fui no 1º dia....e os convites promocionais foram ignorados e fiquei num camarote de 6 com meu cunhado apenas....
    Fica a pergunta: Melhor distribuir para quem não sabe a contagem e só quer aparecer na mídia ou distribuir para quem ama o esporte?
    bjsssss, adorei as fotos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pedro do Baião e do Cordel é bauruense e está na chamada do Criança Esperança!